Atendimento

0

Frete fixo

para todo Brasil por tempo limitado

Parcelamento sem juros

Em até 3x no cartão

Única 100% para bariátricos

Compare e comprove

Recomendada

pelos melhores profissionais

Compra 100% segura

Loja 100% confiável

03/07/2023

Dieta líquida pós bariátrica: entenda sua importância

A recuperação de um paciente após uma cirurgia pode ser prejudicada ou otimizada a depender do tipo de dieta realizada logo nos primeiros dias após o procedimento. 

Ainda, a depender do local onde foi realizada essa cirurgia, o tempo de liberação para voltar a se alimentar, assim como a consistência inicial desses alimentos deverão ser levados em consideração. Esse é o caso da cirurgia bariátrica, cirurgia essa feita no trato gastrintestinal e que por esse motivo exige um tipo de atenção ainda mais especial a alimentação a ser realizada no seu pós-operatório imediato.

Por que fazer dieta líquida pós bariátrica?

Como a cirurgia bariátrica é uma cirurgia que corta, grampeia e costura órgãos que pertencem ao trato gastrintestinal, para que uma adequada cicatrização pós-operatória dessas feridas aconteça, nenhum ponto se rompa e também para que se dê a todo aparelho um certo descanso do seu trabalho, exigindo dele um menor esforço no que tange a necessidade de digestão de alimentos, é necessário um cuidado extra com o tipo de dieta ingerido nos dias que prosseguem da cirurgia. 

Alimentos na forma líquida, de maneira geral, são de mais fácil digestão e dão menos trabalho ao trato gastrintestinal. Possuem menor necessidade de serem quebrados, digeridos e manipulados ao longo dele. Assim, alguns dias de dieta na consistência líquida costumam ser necessários após a cirurgia bariátrica e é sobre isso que trataremos neste post.

O que se pode tomar na dieta líquida pós bariátrica?

Após cirurgias bariátricas, a dieta é reiniciada cerca de 12-24 horas depois do término do procedimento com uma consistência líquida rala e contendo líquidos claros, como chás claros (ex: camomila, erva doce, chás de frutas), água de coco, alguns sucos naturais, como suco de laranja lima e caldos de sopa coados. 

À medida que a cicatrização progride e existe tolerância por parte do paciente (paciente sem vômitos, dores e etc), essa consistência pode melhorar, mantendo-se liquida ainda por algum tempo, mas com um pouco mais de “corpo”, sendo contemplada agora por alimentos como iogurtes, sopas batidas e vitaminas. 

Essa consistência vai aumentando gradativamente até que após cerca de 30-45 dias do procedimento o paciente geralmente volta a comer alimentos na consistência sólida. 

É de extrema importância que essa dieta não demore para ter sua consistência evoluída em tempo adequado para não levar o paciente a quadros de fraqueza e desnutrição, visto que existe uma dificuldade aumentada de adequação de nutrientes e calorias nesse tipo de consistência líquida.

É necessário a suplementação no período de dieta líquida?

A suplementação de vitaminas, minerais e proteínas já é necessária logo que o paciente é liberado para comer, nos primeiros dias após a cirurgia. 

No entanto, como existe essa restrição de consistência alimentar, a suplementação também deve se encaixar no esquema, devendo ser feita na forma líquida, mastigável ou na forma de pós que diluem em líquidos, de modo a não causar nenhum tipo de dano a cicatrização da ferida pós-operatória.

Conclusão

A dieta líquida pós cirurgia bariátrica é um elemento necessário para a adequada cicatrização da ferida pós-operatória e recuperação do paciente. 

O esquema de suplementação já é iniciado nessa fase mesmo com tais restrições, e deve se adaptar a essa situação. 

É importante que essa alimentação pós-operatória não demore para ter sua consistência evoluída em tempo adequado para não levar o paciente a quadros de fraqueza e desnutrição.