Atendimento

0

Frete fixo

para todo Brasil por tempo limitado

Parcelamento sem juros

Em até 3x no cartão

Única 100% para bariátricos

Compare e comprove

Recomendada

pelos melhores profissionais

Compra 100% segura

Loja 100% confiável

15/04/2023

Cirurgia Bariátrica: o que é, para quem é indicado e benefícios

Introdução

A obesidade é considerada uma doença pela Organização Mundial de Saúde. Doença essa que possui causa multifatorial, que varia desde genética, comportamental e hormonal, sendo caracterizada pelo excesso de acúmulo de gordura corporal.

Sua presença favorece o aparecimento de outras doenças, tais como diabetes tipo 2, hipertensão arterial, problemas ortopédicos e muitas outras.

Existem hoje diversos tipos de tratamentos para a obesidade, dentre eles variedades de dietas, medicamentos, procedimentos endoscópicos e a cirurgia bariátrica.

A cirurgia bariátrica é considerada o melhor tratamento para obesidade clinicamente grave. E é dela que vamos falar no post de hoje.

O que é a cirurgia bariátrica?

A cirurgia bariátrica é um tratamento cirúrgico para a obesidade, onde altera-se a anatomia do trato gastrointestinal do paciente de diversas maneiras diferentes, visando a redução na ingestão alimentar e absorção das calorias dos alimentos.

Para quem a cirurgia bariátrica é indicada?

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia bariátrica e metabólica (SBCBM), indica-se a cirurgia bariátrica para pacientes com valores de índice de massa corporal (IMC = peso/altural2) pré-determinados, tais como:

  • IMC acima de 40 kg/m², independentemente da presença de comorbidades.
  • IMC entre 35 e 40 kg/m² na presença de comorbidades.

  • IMC entre 30 e 35 kg/m² na presença de comorbidades que tenham obrigatoriamente a classificação “grave” por um médico especialista na respectiva área da doença.

Em relação à idade, podem realizar pacientes:

  • Entre 18 e 65 anos

  • Abaixo de 16 anos: exceto em caso de síndrome genética, quando a indicação é unânime, o Consenso Bariátrico recomenda que, nessa faixa etária, os riscos sejam avaliados por 2 cirurgiões bariátricos titulares da SBCBM e pela equipe multidisciplinar. A operação deve ser consentida pela família ou responsável legal.

  • Entre 16 e 18 anos: sempre que houver indicação e consenso entre a família ou o responsável pelo paciente e a equipe multidisciplinar.

  • Acima de 65 anos: A depender da avaliação individual pela equipe multidisciplinar.

Vale ressaltar que no final de 2022, a Federação Internacional para a Cirurgia da Obesidade e Distúrbios Metabólicos (IFSO) explanou novas indicações para a realização da cirurgia bariátrica, que abrangem critérios de indicação do procedimento para pacientes com IMC a partir de 35 kg/m², sem a presença de qualquer doença. A cirurgia metabólica também poderá ser indicada para pacientes com diabetes fora do controle e IMC maior que 30.

Essas indicações já estão em discussão pela SBCBM e devem entrar em vigor no Brasil nesse ano de 2023.

Para quem não é indicada a cirurgia bariátrica?

Segundo a SBCBM, as situações abaixo configuram condições adversas à realização dos procedimentos:

  • Limitação intelectual significativa.
  • Pacientes fora dos IMC´s supracitados.

  • Pacientes sem suporte familiar adequado.

  • Quadro de transtorno psiquiátrico não controlado, incluindo uso contínuo de álcool ou drogas ilícitas.

  • No entanto, quadros psiquiátricos graves, alcoólatras e adictos sob controle não são contra indicativos à cirurgia.

  • Doenças genéticas.

Quais são os tipos de cirurgia bariátrica?

Hoje no Brasil, são permitidas 4 diferentes tipos de técnicas cirúrgicas:

O Bypass Gástrico em Y-de-Roux

Técnica considerada mista, por levar a redução estomacal deixando um estômago remanescente de cerca de 50 ml, e disabsorção intestinal, desviando do caminho dos alimentos as primeiras partes do intestino delgado (e as também mais absortivas).

O Sleeve gástrico Ou Gastrectomia vertical

Técnica considerada apenas restritiva, por alterar apenas o tamanho estomacal, deixando-o com cerca de 120 ml.

Duodenal Switch

Técnica também mista que associa a gastrectomia vertical a um desvio intestinal maior que o do Bypass Gástrico.

Banda gástrica ajustável

Técnica apenas restritiva. É a cirurgia menos feita no Brasil atualmente. Um anel de silicone inflável e ajustável é colocado ao redor do estômago, comprimindo o órgão, tornando possível assim controlar o esvaziamento alimentar gástrico.

Quais são os riscos de uma cirurgia bariátrica?

Por ser um procedimento cirúrgico, a cirurgia bariátrica envolve riscos inerentes a qualquer outro procedimento cirúrgico, tais como sangramentos, infecções nos pontos cirúrgicos, trombose nas primeiras semanas, dentre outros.

Os riscos não cirúrgicos da cirurgia bariátrica incluem deficiências nutricionais e complicações como síndrome de dumping, hipoglicemia reativa, fraquezas e queda de cabelo, podendo estes últimos serem consequências das deficiências nutricionais. Vale ressaltar que para grande parte dos pacientes, esses riscos são altamente evitáveis e tratáveis quando bem assistidos pela equipe profissional de saúde.

Quais são os benefícios da cirurgia bariátrica?

O principal é a perda de peso, principalmente de gordura corporal, tratando assim a obesidade em si. Aliado a isso, tem-se a resolução, atenuação ou remissão da maioria das comorbidades associadas à obesidade.

Ainda, em função de todos esses benefícios, o paciente pode experimentar uma melhora expressiva na qualidade de vida, o que pode afetar positivamente sua saúde mental e emocional.

Qual o profissional responsável por esse procedimento?

O paciente que desejar realizar uma cirurgia bariátrica deve procurar um médico cirurgião bariátrico, que é o profissional responsável por realizá-la.

Preparo para cirurgia bariátrica e preparo emocional

O preparo do paciente para a cirurgia deve envolver uma análise da sua saúde por várias especialidades diferentes.

Dentre as mais importantes tem-se a avaliação nutricional, feito pelo profissional nutricionista, visando corrigir possíveis e prováveis deficiências nutricionais já existentes e iniciar a condução do paciente rumo a uma melhora na alimentação e hábitos de vida como um todo, de modo que estes se adaptem ao ideal para otimização dos resultados da cirurgia.

Ainda, avaliações médicas, como cardiológicas e endocrinológicas podem ser necessárias, de modo a preparar esse paciente para passar por um procedimento cirúrgico de modo seguro.

A avaliação e preparo psicológico também são fundamentais, visto que o paciente passará por mudanças bruscas na sua autoimagem e capacidade fisiológica de ingestão alimentar, situações essas que podem afetar significativamente seu psicológico.

O aspecto emocional do paciente também deve estar maduro o suficiente para enfrentar as mudanças de estilo de vida que ele precisará obter para que o resultado da cirurgia alcance o esperado.

Como é a vida depois da cirurgia bariátrica?

Nos primeiros 15 a 30 dias após o procedimento, a depender da equipe profissional de saúde desse paciente, ele passará por fases de dieta líquida, visando a adequada cicatrização dos pontos cirúrgicos. Nesse momento, para a maioria das pessoas, não há fome fisiológica, sendo o psicológico a parte mais difícil de enfrentar.

Com o passar do tempo, as consistências alimentares normais vão sendo liberadas e o paciente poderá voltar a comer normalmente, dentro da sua nova capacidade de tamanho de porções.

A vida do paciente bariátrico pode ser 100% normal, desde que ele atenda às recomendações da equipe, melhore seu estilo de vida e faça a suplementação vitamínica adequadamente e para o resto da vida, como é indicado pelas sociedades nacionais e internacionais. 

Com uma rotina suplementada e bem controlada a sua vida será tranquila, nós da Complete Bari sempre visamos trazer essa calma e bem estar para todos que estão juntos nessa caminhada.

Conclusão

A cirurgia bariátrica é um excelente tratamento para a obesidade clinicamente grave. No entanto, por ser um procedimento cirúrgico que causará mudanças, muitas vezes definitivas, na fisiologia do paciente, não está livre de complicações.

As complicações cirúrgicas são as mesmas inerentes a qualquer procedimento cirúrgico em si. E as complicações de longo prazo, como as causadas por deficiências nutricionais, são totalmente evitáveis e tratáveis na maioria dos casos.

O paciente bariátrico pode ter uma vida totalmente normal, especialmente quando segue as recomendações da sua equipe de saúde, adequar seu estilo de vida e tomar sua suplementação vitamínica adequadamente.